5 dicas para não errar na hora de usar seu sapatênis

Você pode saber usar barba, cabelo e bigode. Pode saber combinar bermuda e camisa e escolher a melhor calça – mas se seus digníssimos pés não derem match, podem pôr o visual a perder.

Ninguém quer correr esse risco, não é? Felizmente, desde os anos 1990, o guarda-roupa masculino conta com um calçado que é assim ‘pau pra toda obra’: o sapatênis. Mas é preciso saber usar.

Você sabe mesmo o que é um sapatênis?

Até os anos 1980, os homens no Brasil enfrentavam um problema existencial. Os tênis eram muito confortáveis, mas eram admitidos basicamente só para fazer esporte ou ir ao churrasco. Para ocasiões mais formais, como trabalhar ou passear num lugar mais bacanudo, restavam os sapatos sociais. Lindos, mas nem sempre tão confortáveis.

Então, fez-se a luz!

Algumas marcas juntaram o melhor dos dois mundos e criaram um calçado com dois elementos básicos

  • Solado de material sintético, reto e sem molas – geralmente, borracha;
  • A parte de cima feita de couro, camurça, lona ou outro material sofisticado.
Era o sapatênis.

Foto: Mana Akk | Unsplash.

Os homens finalmente tinham um calçado que ia bem na balada, no bar, no shopping, no trabalho e até num casamento sem que parecessem tão informais nem sérios demais.

Só que, com toda essa versatilidade, todo mundo passou a enfiar sapatênis com qualquer visual e em qualquer lugar, e não é bem assim que a coisa funciona, não.

Na moda, inclusive, tem até algumas polêmicas ferozes. Por exemplo: calça social e sapatênis, vão bem? Tem quem jure que não devem vir juntos jamais. Outros dizem que, dependendo do modelo, rola até com terno e gravata! 

Nada de briga, porém. A proposta aqui é a gente dar dicas que são tiro e queda para você não errar com o seu sapatênis.

Dica 1: independência ou morte!

A primeira dica é pensar no seu sapatênis como uma peça independente e com vida própria.

Foto: Arash Khademlou | Unsplash.

Ele precisa com-ple-men-tar o visual. Não fazer parte dele como se fosse um uniforme.

Então, sabe aquela tentação de combinar o sapatênis exatamente com a mesma cor do cinto ou da camisa social? Pode não ficar tão elegante. 

As cores devem combinar, mas não precisam ser iguaizinhas, e aí você decide de acordo com sua intenção.

Se for se portar como um gentleman, mesma paleta de cores, complementaresSe for chamar a atenção e ficar descoladão, pode escolher uma cor que contraste mais com o que está em cima.

Dica 2: 50 tons mais escuros, ou nem tanto

A segunda dica é que a cor do sapatênis informa para onde você vai, e aí, meu amigo, precisa prestar atenção à ocasião.

No geral, sapatênis de cores escuras tendem a ser mais formais e funcionam até como um coringa, porque dá para combinar com muitos tipos de calça.

Aliás, anota aí: para ocasiões mais sérias, como um jantar, calça escura quase sempre pede um sapatênis escuro mesmo. 

A ‘regra’ já é inversa para um look mais verão – com bermudas, por exemplo – ou com calças claras, tipo um jeans bem desbotado. Nesse caso, aposte no sapatênis claro.

Foto: Austin Wade | Unsplash.

Dica 3: não passe qualquer pano

Foto: Arash Khademlou | Unsplash.

Preste atenção no tecido da calça. Como o sapatênis fica ‘a meio caminho’ entre o formal e o informal, ele também fica melhor com tecidos que são ‘meio-termo’

O jeans é de longe o mais indicado, mas outros tecidos grossos, como a sarja, funcionam muito bem.

Também dá para arriscar com calças de alfaiataria, que lembram as sociais, mas são mais encorpadas.

Isso significa que a calça social, que é feita com tecidos mais leves e delicados, pede um sapato mesmo... A não ser que você queira entrar na polêmica feroz que mencionamos mais atrás.


Dica 4: tamanho é documento, sim

O tipo de tecido, comprimento e largura do que está na perna também dão dicas do ‘estilão’ de sapatênis e de como usá-lo.

Jeans de lavagem escura, por exemplo, vão superbem com sapatênis de cano alto, que lembram botinas – e dica de ouro: sapatênis sempre se sai melhor com calças mais justas, como skinny ou slim fit.

Fotos: Hust Wilson (esq.) e Arturo Mendez (dir.) | Unsplash.

Se o que está na perna for uma bermuda, também precisa prestar muita atenção ao tamanho da meia. O ideal aí é não usar meia, ou vestir sua melhor versão macho man... e pôr uma soquete! Arrisque-se. Elas não ficam aparentes e superajudam porque, nesse caso, o sapatênis tem de ser cano baixo.

Tio, posso usar um sapatênis-botina com uma bermuda se eu quiser? Bem, pode. Se você for um go-go boy…


Dica 5: cuide com carinho

Para terminar, cuide bem da limpeza do seu sapatênis.

Os que são feitos com materiais que permitem lavagem podem ser higienizados como um tênis comum, mas sem exagero: detergente neutro, escova macia, sabão de coco e lave só de vez em quando. 

Se o material é couro, dedique os mesmos cuidados que um sapato tradicionalUma escovinha úmida com um pouco de sabão e depois um pano úmido já são suficientes.

E você, já pisou no tomate... ou foi elogiado por combinar roupa e sapatênis com perfeição? Comenta aí.

Foto: Lina Verovaya | Unsplash.

Foto/Destaque: Matias Llizarbe | Unsplash.

Receba as matérias mais bacanas no seu e-mail