Barbeador elétrico x lâmina de barbear: qual o melhor?

FlaxFlu, Palmeiras ou Corinthians, ervilha ou milho, boxer ou samba-canção… poucas situações dividiram tanto a opinião masculina quanto a dúvida: compro um barbeador elétrico ou um aparelho de barbear?

De maneira totalmente imparcial (sic), resolvemos levantar cada ponto e diferença entre um e o outro. Pesquisamos modelos, ouvimos relatos, realizamos testes e aqui está o resultado: 

1# COMO FUNCIONA O BARBEADOR ELÉTRICO:

O barbeador elétrico realiza o corte em duas ou três direções, num processo muito semelhante ao Edward Mãos de Tesoura.

Com a cabeça do aparelho rígida e bem larga, ele não se adapta aos contornos do rosto. Portanto, para que o ritmo frenético das suas lâminas não corte sua pele, ele possui uma grade de proteção.

Essa grade possui 3 funções: cria um espaço entre lâminas e pele, isola e levanta o pelo a ser cortado e dá uma leve puxadinha nele (ai).

Essa puxadinha compensa o barbear rente que a grade não deixa fazer. Uma escolha de Minerva: corto a pele do Gilberto ou faço o barbear rente que ele quer?* Bem, eles encontraram essa solução aí.

*nome fictício  

2# COMO FUNCIONA O APARELHO DE BARBEAR:

O aparelho de barbear tradicional poderia sair perdendo com seu corte em única direção, não fosse o número de lâminas dos aparelhos mais modernos.

É fato: quanto mais lâminas, mais rente o barbear. Você não vê porque o corte ocorre milimetricamente, mas todas as lâminas cortam. Segundo um cliente nosso no facebook, “a primeira faz tchum, a segunda faz tchum tchum” e por aí vai.

Com uma cabeça bem menor, é mais fácil manusear e controlar o aparelho. Se a cabeça é pivotante (gira em torno de um ponto fixo), ainda melhor: não precisa bancar o Bruce Lee (só se quiser) para fazer o contorno do rosto. Ela é bem mais adaptável que qualquer outro método de barbearia.

Essa combinação de cabeça menor e pivotante consegue alcançar os cantos mais difíceis e consegue cortar os fios igual precisão, seja na mandíbula, bochecha, queixo ou bigode.

3# QUAL O MELHOR PARA USAR A SECO:

Sinceramente, nenhum. Não há métodos que sejam amigáveis com sua pele a seco. Em todos os métodos existe um atrito do aparelho que pode ser motivo para irritação. 

Quando você faz a barba a seco, também, seus poros estão contraídos e podem estar com impurezas. Esse é um ambiente muito propício para o surgimento de espinhas e poros dilatados (inflamados).

Proteja sempre sua pele com produtos pré-barbear, como as espumas ou os bálsamos transparentes.

4# QUAL O MAIS PRÁTICO PARA O DIA A DIA?

Nosso estudo revelou um resultado surpreendente: o aparelho elétrico de barbear não é mais prático que o aparelho de lâminas tradicional. #shocked

O barbeador elétrico demanda estar carregado (senão esquece o ‘fazer rapidinho a barba aqui’), ocupa mais espaço, como você pode ver não dá para usar a seco também e tem muito mais chances de entupir com pedaços de pelo e produto. 

O corte do barbeador elétrico também funciona melhor com a barba previamente aparada, porque precisa isolar e puxar o pelo para fazer o corte. 

Já o aparelho de barbear com lâminas (cof, cof) é menor, está sempre pronto, funciona com qualquer tipo e tamanho de barba e ainda dá para fazer rapidinho. Com o produto certo então, nem precisa enxaguar o rosto depois (e ainda sai hidratado).

5# MAS E A NAVALHA?

Olha, ela é ótima, só precisa que você tenha paciência, habilidade, tempo sobrando, coragem, experiência de uso e licença para porte de armas brancas. De resto, muito boa mesmo. 

The Shaving Solution

1 comentário


  • Adelmo Vianna

    O tipo de pele e de barba também impactam na escolha, o elétrico as vezes deixa a pele do rosto irritada e a lâmina manuseadas em corte escanhoado pode deixar marcas profundas, não existe o “the best” mas devemos buscar o que se adapta melhor a nossas necessidades, infelizmente o elétrico é caro para experimentos.


Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados