Por dentro do produto: Areia de Bora Bora

Em fundo laranja e marrom-claro, foto mostra uma mão de pele clara segurando a embalagem do esfoliante Isotonic Face Scrub, da Dr. JONES.

Esfoliante natural e atóxico, a Areia de Bora Bora (nome científico: Carbonato de Cálcio) contribui para uma limpeza de pele saudável, sem pelos encravados – e ainda fica tudo prontinho para fazer a barba.
Saiba por quê.

A Polinésia Francesa é conhecida por suas ilhas tropicais cercadas de um mar cristalino, paisagens paradisíacas, uma flora exuberante e praias de areias claras bem no meio do Oceano Pacífico.

Entre as ilhas que compõem esse território ultramarino da França, Bora Bora é certamente uma das mais conhecidas, especialmente por seus bangalôs que ficam sobre as águas e prometem uma experiência única de prazer e bem-estar.

Existe, porém, outra maneira de você provar parte dessa experiência – e a Dr. JONES traz para você.

Qual o melhor esfoliante? A gente diz!

Foto de bangalôs sobre a água salgada em Bora Bora, com montanha ao fundo e com faixa de areia em destaque, à frente.

Faixa de areia e bangalôs em Bora Bora. Foto: Julius Silver | Pexels.

Areia de Bora Bora é o principal integrante do nosso microesfoliante facial Isotonic Face Scrub. O nome científico do princípio ativo é Carbonato de Cálcio (Calcium Carbonate).

O Carbonato de Cálcio que utilizamos é derivado diretamente dos recifes de corais de Bora Bora, ilha que se originou no que antes era conhecido como Período Terciário da Era Cenozoica. 

Hoje, essa classificação de ‘Período Terciário’ está obsoleta, mas basta saber que ele se estende de cerca de 65 milhões a 2,6 milhões de anos atrás, antes do ser humano.

Nessa longa história de Bora Bora, que começa antes da nossa própria, a ilha já passou por muitas mudanças geológicas.

Para se ter ideia, Bora Bora ficava, originalmente, a 1,5 mil metros acima do mar, mas, com as alterações da superfície da Terra, boa parte dela afundou no oceano, o que fez aumentar a altura dos recifes de corais em suas margens.

Embora pareçam plantas – ou, em certas condições, carapaças sem vida – os corais são, na verdade, animais que constituem a base de um dos ecossistemas mais ricos do planeta, formando as colônias que chamamos recifes.

Há, no entanto, um detalhe: para sobreviverem, os recifes precisam de condições de temperatura, profundidade, oxigenação e luz encontradas apenas em regiões tropicais. Daí, todas as regulamentações existentes no mundo visando a preservá-los.

Com o tempo, conforme cumprem o ciclo natural de nascimento, crescimento e morte e pela própria erosão causada pelos movimentos do oceano, os corais vão desmoronando, seu resíduos caem no fundo e depois são levados pelas águas às margens, onde encalham, desgastam-se e formam as areias das praias de Bora Bora e outros paraísos polinésios.

Nessa origem lenta e completamente natural é que se encontra a ‘magia’ da Areia de Bora Bora. É porque o coral tem um esqueleto de calcário constituído principalmente de Carbonato de Cálcio, que tem incríveis propriedades esfoliantes para a pele, além de um efeito detox invejável.

Foto de peixes em recife de corais, tirada sob a água do mar.

Recife de corais. Foto: Francesco Ungaro | Pexels.

Como a Areia de Bora Bora é obtida e utilizada 

Uma vez recolhida das exuberantes lagoas da ilha, a Areia de Bora Bora é seca e peneirada até que o tamanho desejado dos grãos (granulometria) seja obtido.

Para compor produtos voltados para a pele do rosto, cada grão precisa ter menos de 140 μm (140 micrômetros), ou seja, menos de 0,14 mm. 

Na sequência, a Areia de Bora Bora é ionizada para garantir uma qualidade bacteriológica adequada e ser utilizada com segurança em cosméticos e outros produtos voltados para a beleza e bem-estar, como os utilizados em spas, por exemplo.

O principal constituinte é, claro, o Carbonato de Cálcio, na forma cristalizada da aragonita – até porque um coral tem 98% de sua composição constituída dessa maneira.

Livre de toxicidade, o aspecto da Areia de Bora Bora é de um pó branco que não se dissolve na água, com cada grãozinho numa forma arredondada (esférica) e regular.

Foto aérea da Ilha de Bora Bora, destacando suas lagoas, montanhas e praias de areias brancas.

Imagem aérea da Ilha de Bora Bora. Foto: Paul Cizek | Flickr. Utilizada sob licença CC BY-NC 2.0.

Como funciona a esfoliação?

Em foto com fundo azul neutro, mão de pele clara aperta a embalagem do ISOTONIC FACE SCRUB, da Dr. JONES. O líguido, semitransparente, deixa destacar as microesferas, e cai na palma da mão esquerda.

Foto: Dr. JONES (todos os direitos reservados).

Na pele masculina, a Areia de Bora Bora propicia uma esfoliação mecânica natural e muito eficaz. 

Isso permite uma limpeza de pele de qualidade superior, sem causar qualquer tipo de irritação na pele

Além da limpeza em si, no Isotonic Face Scrub, essas características contribuem para controlar a pele oleosa e para evitar a ocorrência de pelo encravado, preparando o local para o ato de barbear. 

De quebra, devido à riqueza em cálcio, a Areia de Bora Bora tem propriedades remineralizantes, o que contribui para regenerar e oxigenar a pele e garantir, ao mesmo tempo, mais saúde e maciez.

E aí, curtiu? Conta pra gente o que você acha do Isotonic Face Scrub e como ele ajuda na hora de fazer a barba!

Foto/Destaque: Dr. JONES (todos os direitos reservados).

Leia também: