Como prevenir a queda de cabelo com alimentação

Homem de pele clara, cabelos curtos e densos, castanhos, bigode e cavanhaque e blusa cinza prepara alimentos vegetais em cozinha: folhas escuras, tomates e pepinos, que ele corta com a faca. À esquerda, encontram-se armário e panela.

É possível combater a queda de cabelo ingerindo alimentos certos? Uma dieta com mais ou menos proteínas pode contribuir para um cabelo ralo? E se tomar vitaminas, ajuda? Vem com a gente para tirar essas e outras dúvidas.

O que é bom para a queda de cabelo? A resposta a essa pergunta não é muito simples, porque depende de um diagnóstico feito, principalmente, por um dermatologista, mas existem ações que podem ajudar a combater e a prevenir o problema.

Uma delas é utilizar produtos que tenham princípios ativos que realmente combatam a queda de cabelo masculino. Exemplos de produtos assim incluem um bom shampoo antiqueda que contenha Capalgin, extrato natural com eficácia comprovada contra  a queda e compostos bioativos que têm papel crucial no crescimento do cabelo. Esses produtos podem, inclusive, compor o tratamento. 

Outra ação importante é prestar atenção, sim, ao que se come. Determinados nutrientes que adquirimos pela alimentação não apenas podem ajudar a evitar a perda dos fios, como, às vezes, a deficiência de alguns deles é precisamente a causa da queda capilar.

Qual falta de nutriente causa queda de cabelo?

Foto de homem loiro e olhos claros usando camisa verde e barba. Ele pega os cabelos, compridos, e, usando as mãos, os puxas para cima, exibindo a força dos cabelos e a grande quantidade de fios.

Foto: Tim Mossholder | Unsplash.

Logo de cara, o mais importante são as proteínas, que compõem a maior parte do fio de cabelo. 

“A primeira coisa que acho importante é que a pessoa tenha uma boa oferta proteica na alimentação. Se você tem uma dieta pobre em proteínas, isso pode prejudicar o cabelo, porque 88% do cabelo é à base de proteína – e, portanto, aminoácido”, explica o dermatologista Renato Lima.

Alimentos ricos em proteína incluem as carnes (brancas e vermelhas), ovos, leite e derivados e peixes e frutos do mar, que constituem a categoria da proteína animal

Alimentos como grão-de-bico, proteína de soja e outros grãos e alimentos verde-escuros – como lentilha ou brócolis – são as opções de proteína vegetal.

Quem adota uma dieta vegetariana ou vegana, porém, precisa prestar mais atenção à nutrição. “É preciso manter a proporção de proteína na dieta, e isso vale tanto para quem simplesmente não gosta de ingerir proteína, porque não gosta de comer carne, por exemplo; quanto para quem adota uma dieta vegetariana ou vegana”, diz o Dr. Renato. 

“Isso porque a biodisponibilidade da proteína vegetal é menor que a da animal. Então, os vegetarianos e veganos precisam calcular a ingestão de proteína na dieta, aumentando essa ingestão para compensar a disponibilidade menor”, explica.

Foto de carne sendo cortada em uma mesa de madeira, com facão.

Foto: Amanda Lim | Unsplash.

Qual a melhor vitamina para queda de cabelo?

Foto de quatro cenouras enfileiradas em tábua de madeira.

Foto: Louis Hansel | Unsplash.

Vindas tanto de fontes vegetais quanto animais, as vitaminas são também muito importantes para a saúde do cabelo masculino. 

De cara, a vitamina A – presente em legumes amarelos e verdes e na cenoura, por exemplo, – desempenha papel fundamental na regeneração celular dos cabelos. Por isso, é importante prestar atenção a ela. 

Temos também as vitaminas do complexo B, em especial a B5, B7 e a vitamina B12. 

Deficiência dessas vitaminas está associada ao envelhecimento precoce do cabelo, o que favorece a queda.

Existem muitos vegetais ricos em vitaminas do complexo B. A batata-doce para o homem, por exemplo, é um superalimento, com propriedades nutricionais excelentes e que também é rico na vitamina A. 

Agora, especialmente a vitamina B12... essa é encontrada realmente apenas em alimentos de origem animal. É o caso de veganos verificarem com médico ou nutricionista a necessidade de suplementação. Quem come carne, porém, também precisa ficar de olho: mesmo nesses casos, pode haver carência de B12 que requeira intervenção.

Outro nutriente importante é a vitamina C, que tem ação oxidante e atua na formação do colágeno, que também é importante para o cabelo. Gosta de limão, laranja, acerola? Corra atrás de frutas cítricas, que vão poder ajudar na saúde do fio. 

Entre as vitaminas, há também a vitamina D, que obtemos simplesmente tomando sol (sem ser em excesso) e é também importante para o cabelo masculino, especialmente porque ela tem papel no crescimento capilar. 

“Existe muita discussão hoje sobre a melhor forma de obter a vitamina D”, explica o Dr. Renato Lima. “Mas é fato que hoje, conforme as pessoas ficam em casa muito tempo e quase não saem na rua, tem havido aumento nos casos de déficit dessa vitamina, com consequente aumento na queda de cabelo”. 

Além de banhos de sol, a vitamina D também pode ser encontrada em alguns alimentos, como os cogumelos – e é importante checar com nutricionista e médico se está tudo OK com a sua ou se há necessidade de suplementação.

Em deserto, imagem de dois rapazes negros, sem camisa e de bermuda, puxando cada um a extremidade de uma corda, representando a força do cabelo.

Foto: Cottonbro | Pexels.

O que pode ajudar na queda de cabelo, além disso?

Foto de mesa em que se veem vários ingredientes vegetais, como cogumelos, folhas verdes e frutas cítricas. Uma pessoa corta os cogumelos ao meio.

Foto: Visual Stories Micheile | Unsplash.

Na hora de comprar alimentos, verifique a tabela nutricional e garanta que sejam ricos em silício e zinco se você quiser cuidar bem dos seus cabelos. 

O silício, exatamente como a vitamina C, participa da formação do colágeno.

O zinco, que pode ser obtido tanto de fontes animais quanto vegetais, atua num ponto importante: controle da oleosidade.

“Déficits de zinco podem estar associados a problemas de oleosidade, dermatites e, com isso, queda de cabelo”, explica o Dr. Renato. 

Aliás, lembremos que a oleosidade no couro cabeludo está associada à caspa, que também pode ser uma vilã da perda de fios. 

Finalmente, é importante citar o ferro, que tem na carne vermelha e nas folhas escuras suas fontes mais importantes. “A carência de ferro pode levar ao enfraquecimento e queda do cabelo”, diz o dermatologista.

E então, curtiu? Comente sobre as dicas de alimentação e como você investe em boas fontes de nutrientes para um cabelo mais forte e saudável.

Foto/Destaque: Jason Briscoe | Unsplash.

Leia também: