Como cuidar do seu cavanhaque

Imagem mostra dizeres: Resenha Dr. JONES: De pai para filho, em letras brancas. No fundo azul semitransparente, há imagens de seis homens que deram seus depoimentos à produção.

Cavanhaque grande, cavanhaque fino, bem desenhado, Van Dyke, com ou sem bigode. Aprenda a cuidar da ‘barbicha’ e confira alguns estilos de cavanhaque para se inspirar.

Estilos de barba para se inspirar e as barbas que mais valorizam seu formato de rosto – e por quê. Sete bigodes que inovam o visual. Como desenhar barba com o Trimmer.

Aqui, você tem aprendido a usar diferentes tipos de barba e de bigode e a melhor forma de aproveitar cada um... mas será que não é legal falar de um ‘terceiro elemento’ nisso tudo?

Sim, meu caro: barba, bigode e cavanhaque são uma 'trinca'. Por isso, hoje, vamos nos concentrar neste último – e falar de um belo cavanhaque desenhado.

Mas, afinal, onde fica o cavanhaque?

Foto de homem negro com cavanhaque ralo, sem bigode, deitado em banheira com sais de banho, cabelo colorido amarelo e rodelas de limão siciliano.

Foto: Monstera | Pexels. (Adaptada por João Marinho).

Antes de tudo, um pouquinho de história. Você sabe de onde vem a palavra ‘cavanhaque’? 

A expressão, que é basicamente usada apenas no Brasil, surgiu por conta de um dos generais de Napoleão III, Louis-Eugène Cavaignac.

Em si, o ‘Cavaignac’ do sobrenome significava ‘lugar cavado’, ‘buraco’.

As fontes históricas se contradizem quanto a por que o nome do general inspirou esse desenho de barba em particular no Brasil.

Algumas mencionam que Louis-Eugène, ao contrário de seu ‘chefe’, raramente utilizava o estilo. Outras, que era um adepto. Seja como for, é possível que ou os brasileiros tenham visto uma foto do general usando, ou o tenham confundido com o próprio Napoleão.

Já em outras línguas, como no francês e no inglês, a palavra para ‘cavanhaque’ é bem menos, digamos, nobre. No francês, é bouc, a mesma que designa o bode. No inglês, é goatee, que vem de goat, usada tanto para se referir à cabra quanto ao bode. Curioso, não?

É que, por tradição, o cavanhaque ele-mesmo se refere apenas à 'barbicha' que cresce no queixo, em diferentes tamanhos.

Registros do uso dessa 'barbicha' existem pelo menos desde a Antiguidade, quando geralmente estava ligada a algo considerado subversivo. O Deus grego Pan, por exemplo, temido por aqueles que tinham de atravessar florestas à noite, era retratado com um cavanhaque (sem bigode) e – adivinha? – pernas de bode!

Ao longo do tempo, porém, essa associação foi mudando, tornando o cavanhaque estiloso. A palavra também passou a incluir o bigode, formando a inseparável dupla cavanhaque e bigode – sem pelos nas laterais do rosto e nas bochechas –, que a gente generalizou como se fosse uma coisa só.   

Por que usar cavanhaque?

Foto de homem pardo, camiseta ciano, sorrindo, cabelos escuros e cavanhaque.

Foto: Justin Shaifer | Pexels.

Usar cavanhaque, seja em conjunto com o bigode, seja isoladamente, tem várias vantagens.

Para quem tem rostos mais redondos, por exemplo, tanto o conjunto bigode e cavanhaque quanto o cavanhaque solo ajudam a ‘afinar’, deixando o visual mais perto do rosto oval, mais simétrico.

Quem tem barba falhada também tira proveito do cavanhaque. 

Como as falhas na barba costumam aparecer com mais frequência na região da mandíbula e bochecha, dá para exibir os pelos faciais com orgulho, sem todo o trabalho para disfarçá-las.

Também é mais fácil cuidar do cavanhaque (e bigode) do que da barba cheia, sem falar que, tanto na parte superior dos lábios quanto no queixo, os pelos realmente tendem a crescer mais rápido em parte considerável dos homens.

Isso permite trocar de estilo com mais facilidade ou corrigir eventuais erros no desenho em apenas poucos dias – desde que, claro, não se trate de um cavanhaque com um comprimento mais chamativo.

Desenhar cavanhaque’, aliás, é a parte ‘mais trabalhosa’ de quem o adota. Se for um cavanhaque grande, é preciso aparar mais vezes, por causa do próprio ritmo de crescimento dos fios e para evitar o aspecto desleixado.

No bigode e/ou nas laterais e parte interna da 'barbicha', sempre vai ser importante caprichar para manter a simetria, principalmente se você usar cavanhaque fino. Por isso, ter uma boa lâmina de barbear à mão é essencial.

O Trimmer do The Razor, da Dr. JONES, vai ser especialmente útil para fazer os desenhos e acabamentos mais delicados.

Em fundo amarelo, mão segura o barbeador THE RAZOR, da Dr. JONES.

Foto: Dr. JONES (todos os direitos reservados).

Além disso, um balm para barba transparente, como o The Shaving Solution, é sempre uma opção, porque vai permitir visualizar por onde a lâmina passa.

Vale também usar um bom shampoo para barba no cavanhaque, que é adequado tanto para os fios quanto para a pele do rosto.

Os demais cuidados são os mesmos para qualquer barbear de qualidade, a fim de evitar irritação na pele e outros problemas.

Âncora, ‘cavanhaque Van Dyke’, fininho. Dos maiores aos menores em largura e comprimento, com ou sem o bigode, confira alguns estilos para se inspirar. Deslize a imagem para a esquerda ou direita:

Fotos: Angelo Mercadante, Ben Tofan, August de Richelieu, Ghazi Muhammad, Cottonbro e J.J. Jordan | Unsplash & Pexels.

E aí, curtiu? Comente o que achou e conta pra gente como você cuida do seu cavanhaque – e qual o seu estilo.

Foto/Destaque: Cottonbro | Pexels.

Leia também: