Foto do produto CHARCOAL FACE WASH, da Dr. JONES. Uma pessoa pressiona com a mão direita o produto, que derrama em pequena quantidade na outra mão aberta, em fundo bicolor azul e amarelo.

Por dentro do produto: Raiz de Gengibre

4 estilos de barba para se inspirar Lendo Por dentro do produto: Raiz de Gengibre 5 minuto(s) Próximo Como tirar frizz da barba

Adstringente, anti-inflamatório e com ação na limpeza de pele e controle da oleosidade, a Raiz de Gengibre tem sido um dos componentes mais utilizados nos cosméticos. Descubra as propriedades incríveis desse vegetal para a pele oleosa e masculina.

China, Índia ou Sudeste Asiático? Dependendo da fonte consultada, a literatura diverge quanto à origem do gengibre, mas o fato é que essa planta provavelmente está entre as primeiras espécies cultivadas em quantidade e exportadas entre diferentes regiões e culturas. 

Conhecido por seu sabor entre picante e amargo – e, por isso, largamente utilizado na culinária –, o gengibre tem-se tornado uma das matérias-primas mais procuradas pela indústria de cosméticos e de cuidados com a pele, especialmente em produtos de skincare masculino. A gente explica por quê.

Gengibre: para que serve?

Foto de raiz de gengibre em mesa de madeira, com folhas verdes do lado direito.

Foto: Sentot Setyasiswanto | Unsplash.

A origem mais provável do gengibre, cujo nome científico é Zingiber officinale, são as florestas do Sudeste Asiático.

Em especial, a parte insular dessa região, que hoje compreende países como Malásia, Indonésia, Filipinas, Singapura e ilhas que pertencem à Índia.

Provavelmente domesticado pelos antigos austronésios – povos que deram origem aos primeiros habitantes de uma extensa faixa de ilhas que vai de Madagascar, na África, até à Polinésia –, o gengibre foi levado a lugares tão distantes quanto o Havaí, aproveitando-se do clima úmido e quente de que precisa para crescer e do fato de se desenvolver bem do nível do mar até 1,5 mil metros de altitude. 

A Índia é conhecida como um dos maiores produtores da planta e a principal origem do gengibre que chegou à Europa, ainda no século 1º, trazido pelas mãos dos romanos, graças às suas características de especiaria, com múltiplos usos na cozinha e para fazer chás e preparados de ervas.

A documentação mais detalhada sobre a planta, porém, é da China, que a tem utilizado para propósitos medicinais há mais de 2 mil anos!

Durante o século 16, o gengibre chegou às colônias espanholas e portuguesas nas Américas, levadas pelas metrópoles. No Brasil, espalhou-se de tal forma que se acreditou, por muito tempo, que era nativo dessas bandas do mundo tanto quanto da Ásia.

Qual o benefício do gengibre para a pele?

Foto de campo de gengibre. A imagem destaca a planta (pseudocaules e folhas), que são verdes com inflorescências de cor roxa.

Foto: Rajbrijesh | Wikimedia C. | CC BY-SA 3.0.

O gengibre é uma planta que dá flores com pétalas amarelo-claras de bordas arroxeadas que crescem agrupadas em inflorescências.

Ele tem folhas finas e pseudocaules (folhas enroladas que lembram caules) que nascem diretamente de sua raiz.

Essa raiz é um rizoma que fica embaixo da terra e lembra uma batata de forma irregular. As folhas e as flores são de uso menos comum. É, na verdade, o rizoma que é mais utilizado nos alimentos e nos cosméticos. 

Em suma, o que costumeiramente consumimos e usamos como cosmético é, propriamente, a Raiz de Gengibre, que tem um monte de propriedades bacanas para a pele:

  • Tem ação antisséptica, o que significa que combate bactérias que podem ser prejudiciais à pele; 
  • É termogênica, ou seja, é capaz de estimular a circulação sanguínea e acelerar o metabolismo, o que a torna útil para prolongar a sensação de bem-estar na pele, combater a gordura localizada e a retenção de líquidos e estimular o crescimento de fios em produtos para o cabelo; 
  • Tem ação anti-inflamatória e é antioxidante para pele. Isso significa que a Raiz de Gengibre reduz a ocorrência de inflamação da pele e remove os radicais livres, promovendo a limpeza e a eliminação de toxinas e partículas poluentes que se acumulam especialmente nas partes mais expostas do corpo, como o rosto. Além disso, combate o envelhecimento;
  • É adstringente, ou seja, é capaz de estimular uma pele homogênea, combatendo os poros dilatados e controlando a secreção de óleo (sebo), o que a torna uma verdadeira aliada da pele masculina, que tende a ser oleosa.

A Raiz de Gengibre também é capaz de estimular a produção de colágeno e tem propriedades analgésicas (controle da dor), antitérmicas, expectorantes e até laxantes. Daí, o interesse por parte da medicina chinesa e da fitoterapia. 

Sem trocadilhos, a raiz de todos esses benefícios é a existência de compostos bioativos como os gingeróis, que dão o gosto picante e amargo – os derivados zingerona e shogaol têm propriedades fitoterápicas. 

Ademais, há os óleos essenciais, como o zingibereno e o bisaboleno, que, em conjunto com outros que compõem o grupo dos terpenos, são os responsáveis pelas propriedades anti-inflamatórias do gengibre, entre outros benefícios. 

Por conta de todo esse poder, na área de cosméticos, a Raiz de Gengibre tem sido utilizada em produtos que vão de estimulantes para o crescimento do cabelo a produtos para a pele oleosa.

Foto do produto CHARCOAL FACE WASH, da Dr. JONES, sobre uma mesa branca. Atrás, existe um fundo em duas cores: azul-clara e amarela, em corte transversal.

Foto: Dr. JONES (todos os direitos reservados).

Na Dr. JONES, o Extrato de Gengibre é um dos componentes do gel de limpeza facial Charcoal Face Wash, produto no qual contribui para a remoção do excesso de oleosidade na pele, controle da produção de óleo (sebo), remoção de impurezas e para um efeito detox que desobstrui os poros entupidos, combatendo, por tabela, a formação de cravos e espinhas (acne) sem perda da hidratação. 

E aí, curtiu saber mais sobre a Raiz de Gengibre? Comenta aí que outros 'poderes ocultos' dela você conhece.

Foto/Destaque: Dr. JONES (todos os direitos reservados).

Leia também: